PARABÉNS, LUANDA!

no teu 429º aniversário


Recebi ontem do meu amigo Manuel João de Pimentel Texeira a mensagem electrónica que o seu servidor angolano, a neXus, distribuiu aos seus clientes:


Início de Citação

Amanhã é dia da Cidade de Luanda.

Esta Luanda de que todos nós falamos, criticamos, nos deixa em stress todos os dias com o trânsito, o lixo ou a poeira... Mas que todos nós acima de tudo amamos.

Esta Luanda que dentro em breve chegará aos 500 anos de existência... Já falta pouco...

Não se esqueça de hoje, meter no programa do seu dia, uma nota por mais pequena que seja e nem que seja mentalmente, dizer \“Parabéns Luanda... Parabéns a você\”...

Desejamos que quando os 500 anos chegarem, todos os problemas básicos da cidade estejam resolvidos.


Fim de Citação



Poderíamos vasculhar a história da Cidade de Luanda, desde os seus primórdios, dissecar acontecimentos que a afectaram, positiva ou negativamente...

Limitamo-nos, porém, a seguir a sugestão da neXus:



“Parabéns, Luanda!
Nesta data querida... muitos anos de vida... muita felicidade...

Que nos teus 500 anos os angolanos possam comemorar muitas soluções para ti... Luanda, e para Angola.”





"Os mortos guiam os vivos!..."
É verdade: sem freio nem chicote...
O passado impõe-se ao presente, e garante o futuro.
O homem egoísta é inimigo do verdadeiro Progresso e prejudicial à Sociedade.
É esta a minha... ilusão!


por Padre Ruela, in “Paulo Dias de Novais e a Fundação de Luanda – 350 anos depois...”, 2 de Dezembro de 1926 – Arquivo Histórico Ultramarino, Lisboa, Portugal.




Apresentamos algumas fotografias que nos permitem ver Luanda em diversas fases da sua vida. Actualmente, e após o restabelecimento da paz em Angola, a sua capital luta para recuperar-se do “inchaço” de que foi vítima em tempos de guerra. E de todas as suas consequências. As deficiências são muitas, as necessidades em igual número... ou mais!, e de todos conhecidas. Dos que lá moram, dos que a visitam, dos que de longe acompanham a sua vida...

Dentre as fotografias actuais, apresentamos algumas da histórica Fortaleza de São Miguel Arcanjo, de Loanda, obtidas por Karim Maamri, amigo de Manuel João de Pimentel Teixeira, numa visita à fortaleza, em Março de 2004. Foi acompanhado pelo Curador do Património da mesma, hoje Museu das Forças Armadas de Angola (FAA), o Sr. Nsiku Manuel Francisco (coronel reformado das FAA). Essas fotografias evidenciam a degradação a que a fortaleza chegou! Sabemos, porém, que esse é um dos locais que está a ser recuperado.



Luanda, em diversas fases da sua vida.

Use o menu “drop-down” para ver a colecção de desenhos.

Nota: Entre as imagens apresentadas, há algumas que circulam na Internet, sem a indicação do(s) seu(s) proprietário(s). Consequentemente, não é possível citá-lo(s). Agradece-se que, caso o(s) mesmo(s) a(s) identifique(m), entre(m) em contacto com a webmistress através do meio posto à disposição na Página Principal.


Free JavaScripts provided by The JavaScript Source



Axiluanda – Quer dizer ‘lançar as redes’, segundo o autor, que segue assim a interpretação de Mr. Alves da Cunha, associando o termo à rede dos pescadores da ilha; no entanto a pesca ‘à rede’ não é referida pelos missionários jesuítas que muito bem poderiam fazê-lo nas suas vívidas descrições da indústria local após a sua chegada com Paulo Dias à Luanda, em 1575. A palavra decompõe-se obviamente em a (“de”) e tyilwanda, a palavra umbunda para ‘savana’, ou ‘planície sem vales’, e mais provavelmente referia-se aos povos ‘de’ esta planície costeira da costa angolana, ou mesmo à superfície rasa da cúspide arenosa a que se tem chamado, impropriamente, ‘ilha’.

in Prontuário de Moeda de Angola, de Ferreira, Virgílio, C.I.T.A., Luanda, 1967.


(O fundo desta página foi escolhido para Luanda... Axiluanda...)



Inserção em 25 de Janeiro de 2005, dia da Cidade (de São Paulo de Assunção) de Luanda.

[ Crónicas ] [ Página Principal ]