"Backgrounds Etc."

"Primeiras Letras em Angola"
Biografias de Mestres

Página 1 de 1

Henriqueta Deehan era uma senhora católica, de origem irlandesa, mas que foi educada na França. Tinha porte senhoril, muito distinto, e era uma directora consciente da sua missão, dedicada ao ensino, muito culta. Tinha realizado viagens por diversos países da Europa, Ásia, África e Oceânia. Isto nos diz, no seu relatório, Manuel José Martins Contreiras.

Em 23 de Março de 1882, era publicado num dos jornais de Luanda, O Mercantil, um anúncio em que se dizia que “Miss” H. Deehan, professora com longa permanência na Inglaterra e na França, e com algum tempo de estada em Lisboa, tinha aberto na cidade de Moçâmedes um colégio para meninas, onde ensinava Inglês, Francês, Português, Gramática, Geografia, História, Desenho, Costura, Piano, Órgão, Canto Coral, e tudo o mais que completava uma boa educação. Aquele anúncio repetiu-se algumas vezes, no mesmo periódico.

No seu relatório de 19 de Junho de 1894, Manuel José Martins Contreiras diz que esta senhora estava encanecida nas lides do ensino, e leccionava em Moçâmedes havia mais de catorze anos, imprimindo o seu cunho particular à educação das crianças das famílias mais abastadas. Era o estabelecimento de ensino, em toda a Província, que ministrava mais vasto programa educativo. Rivalizava com o que havia de melhor na Metrópole, se o não excedia!

A informação de que estava em Moçâmedes havia mais de catorze anos leva-nos a recuar a data do início da sua actividade para 1880; julgávamos que o anúncio referido indicasse a abertura do colégio, mas pelos visos enganámo-nos...

Era professora única das suas alunas, preenchendo só ela o lugar de muitas mestras. Além do programa do ensino primário, leccionava as matérias do ensino secundário, que já indicámos, dando a tudo grande importância, seriedade e intensidade... havia desenhos e bordados que podiam colocar-se a par dos melhores que apareciam em exposições, tanto no nosso País como no estrangeiro.

Embora a maior parte dos educandos fossem alunas do sexo feminino e já bastante crescidas, admitia alguns rapazinhos, o que acontecia também no colégio das religiosas de S. José de Cluny. Em regra, as meninas saíam do colégio desta senhora para constituírem família, para casarem...

O nome de Henriqueta Deehan aparece-nos no mapa estatístico de 1885, frequentando o seu colégio o seu colégio, nesse ano lectivo, quatro meninos e nove meninas. É curioso observar que se apresentava com a ortografia original, chamando-lhe Herreeth, certamente por erro do copista, pois deveria talvez ter escrito Herriet.

[ Encontro com a Escrita ] [ Página Principal ] [ Biografia de Mestres - Principal ] [ Primeiras Letras em Angola - Principal ]